12/12/2018

O Impacto econômico do Georreferenciamento

A crescente demanda mundial por serviços de georreferenciamento já começa a produzir efeitos visíveis na economia, com grandes influências na geração de lucros e principalmente na condução dos negócios. Ainda não existem estudos específicos sobre Geociências ou Geotecnologia, mas já é possível projetar o impacto na lucratividade de certas atividades que começam a adotar estas novas tecnologias.

Um estudo de 2013 feito pela empresa de consultoria Oxera sob encomenda do Google - abrangendo todos os aspectos do que se entende por 'Geociências', desde satélites até equipamentos de navegação - apontou que a receita anual do mercado de 'Geotecnologia' seria algo entre 150 e 270 bilhões de dólares. O tamanho deste mercado já fomenta a elaboração de novos estudos, principalmente no setor dos drones.

Conforme um levantamento realizado pela Geospatial World, o potencial econômico do setor geoespacial como um todo pode chegar a US$ 500 bi. A exemplo das novas tecnologias, as mudanças nas geociências estão levando a ciclos cada vez mais rápidos de inovação, o que pode levar a incertezas em relação ao futuro.

Atualmente, os serviços de Geotecnologia dividem-se em quatro eixos principais:

GIS e Análise Espacial (desktop, web, mobile)

GNSS e Posicionamento (navegação, posicionamento indoor, mapeamento)

Observação da Terra (imagens de satélite, aerofotogrametria, drones)

Escaneamento 3D (Lidar, Escaners a Laser, Radar)

A maior parte do investimento (37%) é destinada a atividades que envolvem observação da Terra. Os serviços de GNSS (Navegação por Satélite) e posicionamento Global também têm alta participação nos investimentos, com 33% dos recursos aplicados. A previsão para 2019 é de que este setor receba mais de US$ 7 bi em investimentos, com chance de se ultrapassar a marca de um receptor por habitante no mundo inteiro.

O setor de GIS (do inglês Geographical Information System) responde por cerca de 17% da receita de Geotecnologia, e sua receita pode alcançar a marca dos US$14 bi ainda em 2020. O mercado de Escanemanto 3D também se mostra promissor, e a expectativa é de que até 2022 este setor consiga gerar mais de US$ 7 bi em recietas, contra US$ 3,4 bi registrados em 2015.

Os setores que mais se beneficiam destas novas tecnologias foram o de infraestrutura de transportes, desenvolvimento urbano, gestão de propriedades rurais, defesa, segurança pública, agricultura e pecuária.

Fonte: https://www.oxera.com/publications/what-is-the-economic-impact-of-geo-services/





  

Contato

Rua Uruguai, 155 / 11º andar - Sala 20
Porto Alegre-RS/Brasil - CEP 90010-140
Fone: 55 51 3289-6664 e 55 51 3289-6684
e-mail: observapoa@observapoa.com.br

Newsletter




Desenvolvimento procempa
Prefeitura de Porto Alegre
Prêmio Cidades Sustentáveis