20/02/2017

Ecobarreira evita mais de 150 toneladas de lixo no Guaíba

Mais de 150 toneladas de lixo deixaram de chegar ao Guaíba, graças às estruturas da Ecobarreira. A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos registrou a marca histórica em Porto Alegre cerca de 40 dias antes do sistema completar um ano. Desde a implementação da Ecobarreira, em 30 de março de 2016, essas estruturas evitaram que 151,08 toneladas de resíduos fossem parar no lago. O sistema foi instalado no Arroio Dilúvio, entre as avenidas Borges de Medeiros e Edvaldo Pereira Paiva. O equipamento impede o escoamento de milhares de garrafas plásticas, sacos, madeiras, moveis e animais mortos.  
 
O Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) faz o recolhimento diário dos resíduos içados pela gaiola da Ecobarreira. As equipes do DMLU retiram os materiais e os encaminham para o aterro sanitário. A Ecobarreira, projeto do vice-presidente da empresa Safeweb Segurança da Informação Ltda., Luiz Carlos Zancanella Júnior, sob a coordenação do Departamento de Esgotos Pluviais (DEP), tem o apoio do DMLU, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) e do Instituto de Pesquisas Hidráulicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Com isso, ajuda-se a diminuir a poluição das águas do Guaíba. O controle do equipamento é feito pela Safeweb, que fez a instalação e custeou o valor da estrutura, com um investimento de R$ 250 mil.
 
De acordo com o Código Municipal de Limpeza Urbana (lei complementar nº 728/2014), jogar, descartar ou abandonar resíduos nas margens ou dentro de rios, córregos e arroios é considerado crime gravíssimo, e o infrator fica sujeito à multa de até R$ 5.623,48.

Via Prefeitura de Porto Alegre


  

Contato

Rua Uruguai, 155 / 11º andar - Sala 20
Porto Alegre-RS/Brasil - CEP 90010-140
Fone: 55 51 3289-6664 e 55 51 3289-6684
e-mail: observapoa@observapoa.com.br

Newsletter




Desenvolvimento procempa
Prefeitura de Porto Alegre
Prêmio Cidades Sustentáveis