09/10/2017

Demandas atrasadas do OP são selecionadas para conclusão até 2020

Implantado em 1989 em Porto Alegre, o Orçamento Participativo contabiliza, em média, 356,46 demandas recebidas por ano. Ao total dos 28 anos de OP na capital gaúcha, foram 9.268 demandas. Destas, 6.873 foram concluídas, ou seja, 74,16%. As demais, 2.395 demandas, ainda estão pendentes.
 
Após o cancelamento das reuniões regionais e temáticas, da eleição de novos conselheiros e de solicitações de novas demandas do OP, por questões financeiras, a Prefeitura de Porto Alegre decidiu resgatar algumas demandas atrasadas, e que podem ser realizadas nos três anos e meio restantes da gestão, para decidir, juntamente com a população, quais são prioritárias e devem ser mantidas e quais podem ser canceladas.
 
Sendo assim, estão acontecendo os FROPs - Fóruns Regionais do Orçamento Participativo, desde 25 de setembro à 31 de outubro, para esclarecer os novos procedimentos do OP. Após a avaliação das demandas, separadas por região, pelos próprios moradores para elegerem as prioritárias, o governo analisará e, se preciso, realizará novos filtros para eleger as demandas que serão concluídas até 2020.
 
O Secretário adjunto, Carlos Siegle, vem comunicando às comunidades a necessidade de revisão regional das demandas pendentes do OP. A partir de documento base, propõe estudo e planejamento a ser realizado através dos FROPs, objetivando ressignificar o processo e retomar o ciclo normal a partir de 2018. Assista o vídeo da fala do secretário clicando aqui.


  

Contato

Rua Uruguai, 155 / 11º andar - Sala 20
Porto Alegre-RS/Brasil - CEP 90010-140
Fone: 55 51 3289-6664 e 55 51 3289-6684
e-mail: observapoa@observapoa.com.br

Newsletter




Desenvolvimento procempa
Prefeitura de Porto Alegre
Prêmio Cidades Sustentáveis