29/01/2019

Síntese de Indicadores Sociais aponta desigualdades no acesso ao ensino superior

De acordo com dados da Síntese de Indicadores Sociais 2018, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), somente 36% dos alunos que finalizaram o ensino médio na rede pública ingressaram em uma faculdade. Ao mesmo tempo, entre os alunos oriundos da rede privada, este percentual sobe para 79,2%.

Conforme o relatório do IBGE, O Brasil é um dos países onde o nível superior completo representa o maior retorno salarial. Em média, um trabalhador com ensino superior recebe um salário 2,5 vezes mais do que alguém com ensino médio. Para efeito de comparação, entre os 36 países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), esta diferença fica em 1,6 vezes.


Desigualdades

Em 2017, 51,5% dos brancos com ensino médio completo ingressaram no ensino superior. Já entre pretos e pardos essa proporção era de 33,4%. Ter concluído o ensino médio em uma escola privada atenuou as diferenças segundo cor ou raça: a taxa de ingresso dos brancos provenientes do ensino médio privado foi de 81,9% e a dos pretos ou pardos, de 71,6%.

As maiores proporções no nível superior eram compostas por alunos cuja renda domiciliar per capta estava no grupo das 25% mais altas do país.

Para a população pré-escolar, as desigualdades por renda também fazem parte da distribuição entre escolas ou creches da rede pública. Em 2017, 74,1% das crianças de 0 a 5 anos frequentavam escola ou creche da rede pública de ensino, mas essa proporção aumentou à medida que caía a renda domiciliar per capita: o quinto com renda mais baixa concentrava 92,9% de suas crianças na rede pública e o com mais alta, 25,1%.

A publicação destaca que existem metas para o ensino pré-escolar no Brasil, definidas no Plano Nacional de Educação (PNE), institucionalizado em 2014. O Plano prevê a universalização da frequência a creche ou escola para crianças de 4 e 5 anos de idade. Para crianças de 0 a 3 anos, a meta é de 50%.





  

Contato

Rua Uruguai, 155 / 11º andar - Sala ObservaPOA
Porto Alegre-RS/Brasil - CEP 90010-140
Fone: 55 51 3289-6664 e 55 51 3289-6684
e-mail: observapoa@observapoa.com.br

Newsletter




Desenvolvimento procempa
Prefeitura de Porto Alegre
Prêmio Cidades Sustentáveis